sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Lei de Murphy aplicada ao trabalho...




Formulei uma aplicação das Leis de (Eddy?!?) Murphy. Apliquei elas ao âmbito profissional:

- Não importa o quão bom ficou seu trabalho, seu chefe é quem vai levar o crédito;

- Se você chega cedo, seu chefe chega tarde; se você chega tarde, seu chefe chega cedo;

- Seu reconhecimento é inversamente proporcional ao quadrado do seu esforço.

LOL

Um comentário:

André HP disse...

Uma nota observatória:
Tempo não é dinheiro.
Tempo é dor de cabeça.
Dor de cabeça é dinheiro!

Abraços :)